Notícias

Notícias (219)

A Escola Básica D. Maria de Jesus celebra a inauguração de duas salas de aulas construídas de raiz , ofertada pela Fundação BGFI Bank.

O acto de inauguração foi presidido pela Ministra da Educação e Ensino Superior, Julieta Izidro, acompanhada do director do BGFI, Felisberto Castilho.

Trata-se de uma iniciativa do governo para que as crianças tenham boas infra estruturas escolares, o que influenciará positivamente no desempenho.

 

 
 
Este desejo foi manifestado nesta terça feira, pela Directora Regional do Banco Mundial, Elisabeth Huybens, numa audiência com a Ministra da Educação e Ensino Superior, Julieta Izidro. Tendo sido a educação uma prioridade para o banco mundial , num primeiro encontro com a titular da pasta da educação, Elisabeth Huybens, mostrou total abertura da instituição que gere para continuar a apoiar STP na melhoria da qualidade do ensino. “Estamos aqui para visitar e começar nosso diálogo com o novo governo de STP e dentro disto estamos a falar com o governo das nossas prioridades de apoio ao governo, dentre eles o sector da educação que é muito importante para nós. Sempre temos tido um programa de apoio muito forte ao sector de educação em STP, e queremos continuar este apoio para aumentar ainda o acesso a educação e sobretudo de qualidade.” Huybens disse ainda que o apoio estender-se-a “a formação dos professores, a disponibilidade de manuais, de livros nas escolas, a monitorização e a inspecção das escolas” já que estes são elementos fundamentais para a melhoria da qualidade do ensino que o ministério está a apostar.

 

A Escola Básica D. Maria de Jesus, acolheu, no dia 11 de Janeiro, uma cerimónia em alusão ao dia nacional dos professores, sob o lema, "SIMPRESTEP na luta pela convergência da classe e por uma educação de qualidade, em busca de melhores condições macroeconómicas". A cerimónia foi presidida pelo Primeiro Ministro e Chefe do governo, Jorge Bom Jesus, que frisou a importância do professor para a sociedade " O professor rima com o país por isso mesmo o desenvolvimento começa precisamente na sala de aula ..." . Gastão Ferreira, Secretário Geral do SIMPRESTEP, por sua vez, propôs ao governo maior diálogo visando melhores resultados “ propomos ao governo maior diálogo, maior seriedade nos cumprimentos dos acordos assinados com os sucessivos governos porque o SIMPRESTEP de hoje não é o de ontem, pois sobre nós recai muitas responsabilidades sociais com os nossos associados ” . Julieta Izidro, Ministra da Educação e Ensino Superior, no  seu discurso, disse que “Um tema a ter sempre em consideração é a qualidade do ensino, todos reclamam a melhoria na qualidade de ensino . Essa melhoria que deve ser constante e ter sempre em consideração os ventos da modernidade. Não pode ser dissociada da formação e superação dos professores, pelo que este governo dará uma atenção muito particular a formação e capacitação dos professores, única via para que se atinja a tão almejada elevação da qualidade do ensino.    ” 

Governo e os professores juntos na celebração do dia Nacional dos Professores. 

 

A Ministra da Educação e Ensino Superior, Dra Julieta Izidro, membro do XVII governo, empossada hoje por Sua Excelência o Presidente da República, Sr Evaristo Carvalho, recebeu das mãos do Ministro cessante, Drº Olinto Daio, um Relatório Balanço que compreende as acções deste Ministério de 2015\2018. De relembrar que a Ministra da Educação e Ensino Superior já tem um percurso nesse Ministério e é um dos quadros superiores desta casa.

A Ministra da Educação e Ensino Superior, Dra Julieta Izidro, membro do XVII governo, empossada hoje por Sua Excelência o Presidente da República, Sr Evaristo Carvalho, recebeu das mãos do Ministro cessante, Drº Olinto Daio, um Relatório Balanço que compreende as acções deste Ministério de 2015\2018. De relembrar que a Ministra da Educação e Ensino Superior já tem um percurso nesse Ministério e é um dos quadros superiores desta casa.

Este desejo foi manifestado, quinta feira , pelo Representante do PAM para Camarões, Abdulay Baldé, a saída do encontro com a Ministra da Educação e Ensino Superior, Julieta Izidro.

Desde 1981, a cada dois anos, realiza-se a Bienal de Kanagawa

É feita uma exposição de Artes das Crianças do Mundo na qual em 2019 será realizada pela 20ª vez, a organização está a recrutar  artes de crianças do mundo inteiro, com o intuito de incentivar os sonhos e a criatividade das crianças, que são responsáveis pelo mundo de amanhã a compreenderem as diversidades culturais e de vivência do mundo todo.

São cerca de 100 países e regiões, com  exposição de mais de 670 mil artes. ( Incluindo as artes da Província de Kanagawa).

Podem inscrever-se crianças de 04 a 15 anos.

OBRA PARA INSCRIÇÃO

TEMA: Livre

TAMANHO DA ARTE: dentro de 54cm X 38cm. Tela de arte tamanho menor que F8 (45.5X38.0) Só serão aceites obras do tamanho estipulado. *Não use quadros

MATERIAL: Pintura á aquarela , tinta óleo, giz de cera, gravura, colagem e outros . *Não serão aceites artes digitais

QUANTIDADE: 1 Obra por pessoa
A obra deve ser feita pela própria pessoa e que não seja obra premiada em outros concursos . Não poderá inscrever obras feitas em conjunto com outras com outras pessoas e repetidas. *Devido o manuseio da arte, não serão aceites obras que tenham desigualdades na superfície, obras que utilizam cereais que possa atrair insectos e também obras de materiais com possibilidade de estragar. 

PERIODO DE RECEBIMENTO DAS OBRAS

1º DE sETEMBRO A 30 DE NOVEMBRO DE 2018

FORMA DE INSCRIÇÃO

Preencha a ficha de inscrição e cole no verso da obra

A inscrição pode ser individual ou em grupo ( pela escola ou instituição)

No caso de inscrição em grupo, favor colocar a ficha correspondente juntamente com a obra no envelope. Podem ser utilizadas cópias de ficha de inscrição . Pode ser feita download da ficha de inscrição pelo site

FORMA DE ENVIO

Por correio ou outro meio . *As despesas de postagem serão por conta do participante 

ENVIAR PARA:

Secretariat, The Kanagawa Giennial World Children´s Art Exhibition

c/o Kanagawa Plaza for Global Citizenship (Earth Plaza) 1F

1-2-1 Kosugaya, Sakae-ku , Yokohama, Kanagawa 247-0007 Japan

 

 

 Para mais informações: www.earthplaza.jp/biennial/English/index.html

 

No âmbito das visitas realizadas pelo Ministro da Educação, as diferentes escolas do país, Olinto Daio, visitou na tarde desta segunda feira o Liceu de Conde, a escola de Desejada, o jardim de Bôbô Forro e a escola básica de Bôbô Forro onde foi reabilitada a cantina. Esta visita teve como foco principal a avaliação do estado das construções que foram projectadas para o início do ano lectivo uma vez que este se avizinha. Na entrevista, o ministro da Educação frisou a importância da visita antes do arranque do ano lectivo para que não haja “inconvenientes no inicio do ano lectivo”. De acordo com as construções e reabilitações, é perceptível a responsabilidade e a “capacidade do governo em solucionar os problemas da educação”- salientou o titular da pasta da educação.

 

 

O Gabinete do Ensino Especial promove Acção de Formação no âmbito das necessidades educativas especiais\área da deficiência visual, sistema de leitura e escrita braille destinada aos docentes do (1º) ciclo do Ensino Básico,  da Pré-Escolar, supervisores,  orientadores pedagógicos, técnicos do Gabinete do Ensino Especial e  ainda membros da ACASTEP.

De acordo com Celnaine Vera Cruz, directora do gabinete do Ensino Especial, o MECCC tem uma políctica de inclusão para todas as crianças são-tomenses. " Estando o MECCC preocupado em dar resposta, ou seja inserir as crianças com necessidades educativas especiais de forma a dar uma justa e efetiva igualdade de oportunidades no acesso, permanência e sucesso escolar, decidiu-se realizar essa formação para que os professores pudessem estar munidos de ferramentas para dar cobertura a esta demanda que terá início no próximo ano lectivo."

O meccc está a trabalhar no sentido de dar uma justa e efetiva igualdade de oportunidades no acesso, permanência e sucesso escolar, incluindo crianças e jovens com Necessidades educativas especiais, e o conhecimento dos docentes é o factor chave para essa conquista.

A formação tem duração de 10 dias e os formandos terão uma função multiplicadora a nível Nacional. Essa formação será uma oprtunidade de partilha de ideias, práticas e  "contribuirá para adoção de políticas educativas inclusivas" no país, salientou a directora. 

Segundo Vitorino Ramos,  formador, esta acção de formação tem suas vantagens e vê com bons olhos a iniciativa. " ... deixar tudo que eu trouxe aqui com os formandos para que posteriormente no próximo ano lectivo eles possam dar uma melhor atenção e estar melhor preparados para questões de pessoas com necessidades educativas especiais".

Eugénia Neto, formanda, disse que "esta formação tem um ganho muito importante", e Octávia Carvalho, também formanda, frisou a necessidade desta acção "é uma iniciativa importante que vem para acolher crianças com necessidades educativas especiais " .

Ministério da Educação, em parceria com a UNICEF envidando  esforços para formar docentes.  



Em cumprimento do Despacho n°.44-A/GMECCC/2015, de sua Excelência o Ministro da Educação, Cultura e Ciência, a Direcção Geral do Ensino Superior e Ciência faz saber aos interessados que está aberta candidatura às vagas ao ensino superior público português através de Regime Especial de Acesso para frequência de curso de licenciatura no ano lectivo 2018/2019.

Os candidatos interessados não podem ter idade superior a 23 anos. As candidaturas devem ser entregues na Direcção Geral do Ensino Superior e Ciência (para os candidatos residentes em São Tomé e Príncipe) e na Embaixada de São Tomé e Príncipe em Lisboa/Portugal (para os candidatos residentes em Portugal), até ao dia 24 de Julho do corrente ano. Os candidatos que pretendem frequentar as áreas de saúde e arquitectura deverão ter em consideração os pré-requisitos das respectivas áreas. O processo de candidatura deverá ser instruído mediante a apresentação dos seguintes documentos:

• Ficha de pré-candidatura que poderá ser adquirida na DGESC ou na Embaixada acima citada;

• Cópia autenticada a comprovar mediante à apresentação do respectivo original do certificado de conclusão de 12° ano de escolaridade com nota/média igualou superior a 12 valores para os que concluíram o 12° ano no ensino geral e 14 valores para os que concluíram o 12° ano de uma formação profissional ou similar. Os candidatos titulares de formação profissional ou equivalente só poderão candidatar-se numa perspectiva de continuidade, isto é, a cursos da mesma área da formação profissional;

• Comprovativo de que possui a nacionalidade são-tomense, mediante apresentação da fotocópia de bilhete de identidade ou passaporte válido devidamente autenticado;

• Cartão de residência válido, para os candidatos residentes em Portugal;

• Declaração devidamente reconhecida, comprovativa de que não possui a nacionalidade portuguesa. Os estudantes que possuírem igualmente a nacionalidade portuguesa (dupla nacionalidade), só poderão candidatar-se se tiverem concluído, após frequência de pelo menos dois anos lectivos, o curso de ensino secundário em São Tomé e Príncipe, conforme consta na legislação portuguesa alínea c) do n". 1 do artigo 14° do decreto-lei n." 393-A/99 de 02 de Outubro;

• Uma (1) fotografia tipo passe;

• Declaração de assunção de responsabilidade financeira emitida pelo estudante ou pelo seu encarregado de educação com assinatura reconhecida;

• Prova de meio de subsistência do responsável financeiro.

Informações adicionais poderão ser obtidas na Direcção Geral de Ensino Superior e Ciência e ou na Embaixada de São Tomé e Príncipe em Lisboa/Portugal nos horários normais de funcionamento.

Nota 1: Os candidatos dos cursos profissionais, cursos do ensino artístico especializado e cursos vocacionais têm de realizar o exame final nacional de português e outro exame à escolha de entre os que são oferecidos para os vários cursos científico-humanísticos;

Nota 2: Os candidatos que concluíram através do ensino geral deverão apresentar a equivalência do 12° ano do ensino português;

Nota 3: A Direcção Geral de Ensino Superior e Ciência e a Embaixada de São Tomé e Príncipe em Portugal não receberão qualquer candidatura fora de prazo legal ou que tenha documentos em falta;

Nota 4: Toda a candidatura entregue na Embaixada de São Tomé e Príncipe em Portugal deverá posteriormente ser acompanhada por um representante legal junto da Direcção Geral de Ensino Superior e Ciência.

Pág. 3 de 16

NOSSA LOCALIZAÇÃO

Ministério da Educação, Cultura e Ciência

Rua Samora Machel, Agua Grande 

CP 41 - São Tomé, São Tomé e Príncipe

Visite-nos

 

FALE CONNOSCO

Par qualquer informação ou solicitação dos nossos serviços.

Fale connosco aqui

Liga-nos +239 2223366 / 2226412

Email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.