Notícias

Notícias (150)

 

No passado dia 17 de Outubro do ano corrente o Ministério da Educação Cultura e Ciência, ofertou um televisor ao professor Patrocínio Fernandes Rita, docente da disciplina de Língua Portuguesa da Escola Básica Secundária da Trindade.  De acordo com o professor, as chuvas de Março destruíram sua residência em Chácara levando o mesmo a perder um dos compartimentos da mesma e consequente perda de alguns eletrodomésticos. No âmbito de um pedido de ajuda direcionado ao Ministério da Educação Cultura e Ciência, a Directora da Direcção Geral de Administração Escolar Isabel Abreu, entregou em mãos um dos elementos considerados mais importante pelo professor. A cerimónia de entrega foi na casa do Professor, e contou com a presença da directora da Escola Básica Secundária da Trindade, Arcângela Miguel, e  Eunice Camble, professora da mesma instituição.   O professor Patrocínio agradeceu a iniciativa e deixou o seu voto de gratidão ao Ministério da Educação Cultura e Ciência. 

Terminou hoje workshop destinado aos Inspectores da educação realizado pelo Ministério da Educação, Cultura, Ciência e Comunicação, que contou com a presença do Consultorcaboverdeano Bartolomeu Varela. Segundo o mesmo, o objetivo deste workshop é munir os inspectores e supervisores com ferramentas que lhes permita introduzir novas modernidades nos seus métodos de actuação e técnicas pedagógicas bem como de supervisão, o queirá ajudar os participantes a  darem um salto qualitativo em prol do processo educativo em  São Tomé e Príncipe.

Durante 8 dias nas instalações da Biblioteca Nacional de São Tomé e Príncipe, o consultor partilhou com o grupo conhecimentos relacionados com a Inspeção e Supervisão. No âmbito do enceramento, esteve presente o Ministroda Educação, Cultura, Ciência e Comunicação, Olinto Daio, que frisou a importância do trabalho colaborativo e as vantagens da sinergias para melhoria do próprio sistema educativo. Salientou ainda a necessidade de se implementar os conhecimentos adquiridos pelos inspectores e supervisores no seu laboral  quotidiano .  

No passado dia 17 de Outubro do ano corrente o Ministério da Educação Cultura e Ciência, ofertou um televisor ao professor Patrocínio Fernandes Rita, docente da disciplina de Língua Portuguesa da Escola Básica Secundária da Trindade. 

 

 

 

De acordo com o professor, as chuvas de Março destruíram sua residência em Chácara levando o mesmo a perder um dos compartimentos da mesma e consequente perda de alguns eletrodomésticos. No âmbito de um pedido de ajuda direcionado ao Ministério da Educação Cultura e Ciência, a Directora da Direcção Geral de Administração Escolar Isabel Abreu, entregou em mãos um dos elementos considerados mais importante pelo professor. A cerimónia de entrega foi na casa do Professor, e contou com a presença da directora da Escola Básica Secundária da Trindade, Arcângela Miguel, e  Eunice Camble, professora da mesma instituição.   O professor Patrocínio agradeceu a iniciativa e deixou o seu voto de gratidão ao Ministério da Educação Cultura e Ciência. 

Iniciou-se na passada segunda feira dia 10 de Outubro de 2016 um workshop na Biblioteca Nacional de São Tomé e Príncipe destinado aos Inspectores e supervisores da educação. Uma iniciativa do Ministério da Educação Cultura e Ciência que visa capacitar os Inspectores de forma a conseguir melhorar o processo educativo em São Tomé e Príncipe. A realização deste ateliê tem como objectivo fazer uma auscultação dos inspectores e supervisores sobre algumas das propostas de instrumentos da actuação que se enquadra no paradigma emergente da educação, e da inspecção da educação.

Este WORKSHOP servirá para introduzimos as novas modernidades nos seus métodos de actuação e diversas modalidades como exemplos varias técnicas pedagógicas bem como de supervisão e isso irá ajudar aos participantes darem um salto qualitativo,”. Palavras do consultor Bartolomeu Varela, caboverdiano que se encontra em São Tomé e Príncipe para a realização do ateliê com os inspectores e supervisores. Segundo Bartolomeu Varela a inspecção serve como reforço e autonomia das escolas e das capacidadesdas respectivas das direcções em prol de um serviço educativo de qualidade, uma vez que os inspectores e os supervisores são elementos fundamentais neste processo.

IMG 9524 5A demanda inicial do Ministério da Educação Cultura e Ciência é desenvolver ações de inspecção e supervisão que se traduzem em efeitos aplicadores aos níveis da gestão das escolas e das salas de aulas para que haja toda uma abordagem sistémica do processo educativo. Armando Cotrin, Inspector Geral da Educação em São Tomé e Príncipe afirma que estão a trabalhar com o objetivo de melhorar o processo educativo em STP- “neste momento estamos a trabalhar no sentido de mudar o paradigma ou seja queremos que os inspectores ocupem os seus verdadeiros lugares no sentido de comprovarem a existência do processo educativo e contribuir com sugestões fundamentais para a melhoria do desempenho dessas instituições educativas.

Leonilda da Mata Inspectora na Ilha do Príncipe, diz que -É de salientar que o trabalho dos inspectores nesse momento tomou uma outra dimensão, isso porque outrora os inspectores da educação trabalhavam de forma isolada o que actualmente não se verifica. O nosso trabalho neste momento é feito em equipa e contamos com o contributo dos supervisores e orientadores pedagógicos o que trará uma mais-valia ao nosso trabalho.”

A outra premissa é tentar frisar um conjunto de instrumentos que á partir das próprias praças inspectivas dos inspectores e supervisores santomenses, e essas já apresentam elementos inovadores, maximizar e sistematizar essas boas praticas e dar-lhes sustentação teórica e metodológica e procedimental para que a inspecção possa ter uma acção que cada vez mais corresponda a necessidade do sistema educativo de qualidade que é a aspiração dos inspectores Santomenses.

Inaugurou-se hoje na Comunidade de Chácara uma escola Secundária com 15 salas para os alunos de 7ª classe do Distrito de Água Grande. A escola abriga por volta de 1200 alunos e tem como objetivo diminuir o número de alunos por salas. A cerimónia de inaguração foi feita pelo Primeiro Ministro e Chefe do Governo, Patrice Emery Trovoada, e o Ministro da Educação Cultura e Ciência, Olinto Daio. No âmbito desta cerimónia o chefe do governo,afirmou a necessidade da criação de infraesturturas que possibilitem aos alunos Santomenses o melhor aprendizado e aos professores a melhor condição de trabalho .

DSC 1221 3

“ O caminho é longo até termos os nossos filhos e jovens a estudarem nas melhores condições possíveis. Com o arranque do ano lectivo houve um grande esforço e a contsrução destas infraesturturas vai reduzir o número de alunos por turma . “  Palavras proferidas pelo Chefe do governo na cerimónia de inaguração da escola Secundária de Chácara, hoje dia 10 de Outubro, com  objetivo de descongestionar as salas de aulas do Liceu Nacional. Alda Viegas, professora reconhecida pelo Ministério da Educação por mérito e excelência, foi nomeada diretora para comandar o exército de soldados que servirão o país dentro de alguns anos. A directora assumiu a responsabilidade com muita vontade e convicção para fazer com que a educação em STP atinja o seu objetivo até 2022. O Ministro da Educação Cultura e Ciência,Olinto Daio frisou ainda que a obra da construção da Escola Secundária de Chácara superou as expetativas já que a empresa e o MECC  tiveram um trabalho árduo para conclui-la. Ainda assim, sente-se felizjá que por meio desta nova escola, mais alunos terão oportunidades de estudarem em melhores condições o que faz aumentar o aproveitamento escolar.   “Hoje temos aqui cerca de 1200 alunos e isso ajudou-nos a descongestionar a Escola Secundária de Patrice Lumumba e o Liceu Nacional. Tinhamos uma média de 72 alunos por turma e este número tende a diminuir já que por hora temos por volta de 52 alunos por turmas” .Palavras proferidas pelo Ministro Olinto Daio.

Já os encarregados de educação  enalteceram a iniciativa e reconheceram o esforço do MECC para a construção de um São Tomé e Príncipe melhor. Ficou patente ainda a necessidade de haver uma contribuição por parte de todos para protecção (e preservação) do estabelecimento. A celebração desta conquista para o sector da Educação também foi marcada por uma solene cerimónia que visava abençoar a escola, os professores, funcionários e alunos.

De frisar que a construção de mais escolas e novas salas de aulas conforme as necessidades da população escolar é uma iniciativa que está inscrita no PADE (Programa Acelerar o Desempenho Educativo), e concorre para a diminuição do índice de alunos por escolas no sistema público, como um desafio do EIXO 1, o de Melhoria da Gestão Escolar.

A Direcção de Estatística e Planeamento (DEP) pretende com a presente publicação, brindar a comunidade educativa em geral,os decisores, gestores todos quantos preocupam com a educação em São Tomé e Príncipe, um conjunto de informações tendentes a análise e reflexão sobre o sistema nacional da educação face a política do governo e compromissos assumidos no quadro dos ODS.
As dificuldades e fragilidades no processo de recolha de dados estatísticos têm dificultado o desenvolvimento das actividades desta Direcção, mas ainda assim, esforços têm sido consentidos de forma a disponibilizar regularmente toda a informação em tempo útil e com mais elementos para análise.
Por fim, os nossos agradecimentos são extensivos a todos quantos tornaram possível esta publicação, nomeadamente, directores, coordenadores e responsáveis das escolas públicas e privadas.

No passado dia 5 de outubro, dia Internacional do Professor, o Ministério da Educação Cultura, e Ciência, realizou uma gala em homenagem aos professores para que este dia  não passasse despercebido. A data foi criada pela UNESCO em 1994, com o objectivo de chamar atenção para o papel fundamental que os professores têm na sociedade e na instrução da população.  O evento aconteceu no Centro de Formação Profissional Brasil- São Tomé e Príncipe pelas 18:00 horas e contou com a presença do ministro da educação, Olinto Daio e outras individualidades do Sistema  Educativo nomeadamente, o  Reitor da Universidade de São Tomé e Príncipe, a comunidade educativa e alguns parceiros da educação, especificamente UNICEF, PAM e AFAP,  que também estiveram no local com o intuito de prestigiarem os professores condecorados. Esta cerimónia teve como objetivo principal a valorização dos   professores que destacaram-se ao longo do exercício das suas funções no ano lectivo de 2015\2016. Dada a importância da data, o Ministro Olinto Daio e o secretário geral do SINPRESTEP, Gastão Ferreira ressaltaram a importância de se criar mais atividades que envolvam os professores nesta data comemorativa. No âmbito das festividades homenageou-se trita (30) professores de diferentes escolas por  distritos, no intuito de valorizar os trabalhos feitos pelos mesmos. Esta homenagem visa incentivar os outros professores para que juntos possam oferecer uma educação de qualidade para todos os santomenses.   O momento serviu ainda para que Olinto Daio,  Ministro da Educação Cultura, e Ciência e a comunidade educativa prestassem homenagem ao Professor Decano, o senhor Galino Quaresma Vaz de Almeida, pelos trabalhos desenvolvidos ao longo da sua carreira docente. O Professor é das profissões mais antigas do mundo. Ensina aos médicos, psicólogos, artistas, políticos, ensina e instrui todos os elementos estruturantes de uma sociedade. Senhora Professora, senhor Professor, juntos construiremos um São Tomé Melhor!

PROGRAMA ACELERAR O DESEMPENHO EDUCATIVO

Medidas e Acções

1

• Aumentar e valorizar as capacidades de liderança, planeamento e gestão dos directores das escolas e directores centrais;

 • Melhorar a gestão dos estabelecimentos escolares e do sistema educativo;

 • Criar e implementar o Sistema Nacional de Avaliação de Desempenho dos Estabelecimentos Educacionais;

• Melhorar a eficiência dos serviços académicos;

• Diminuir o índice de alunos por escolas no sistema público;

• Permitir que os estudantes de famílias pobres tenham acesso a educação de boa qualidade;

 • Melhorar as condições dos estabelecimentos escolares.

2

 • Estabelecer metas claras de aprendizagem e integrá-las com a avaliação curricular, material pedagógico e a formação inicial e continuada dos professores;

• Analisar diferentes indicadores de qualidade de ensino e propor políticas de melhoria a curto e médio prazo;

• Criar a implementar o sistema nacional de Avaliação da Pré-escolar; Ensino Básico e Secundário, que permitirá avaliar a qualidade do ensino e utilizar a avaliação dos resultados de forma sistemática para aprimorar a política educacional;

• Criação do Sistema de Acreditação e Equivalências;

• Criação de Exame de acesso ao Ensino Superior.

 3

• Adequar o currículo escolar e a reforma pedagógica às exigências actuais do sistema educativo de São Tomé e Príncipe;

 • Desenvolver actividades pedagógicas com vista a melhorar o desempenho educativo;

• Introduzir as tecnologias de informação e comunicação no processo de ensino e aprendizagem;

 • Medir o índice de literacia do País;

 • Introdução das tecnologias de informação e comunicação no processo de ensino e aprendizagem;

 • Reforçar a capacidade da inspecção e da supervisão pedagógica;

 • Contribuir para o desenvolvimento cognitivo das crianças através da alimentação escolar.

 5

• Aprimorar o processo de selecção e retenção de professores e directores;

• Desenvolver o Quadro Nacional de Classificação dos Professores;

• Criar e agilizar mecanismos eficientes para implementação da Carreira Docente;

• Capacitar e formar docentes dos diversos níveis do ensino;

 • Criar incentivos para a classe docente;

• Estabelecer meios que aprimoram a comunicação entre e para os docentes;

• Desenvolver acções de automotivação e autovalorização do professor.

 6

• Caracterizar os aspectos relacionados à estrutura física da escola de modo a identificar intervenções que possibilitem uma melhoria na qualidade de vida dentro da mesma;

• Identificar intervenções que possibilitem uma melhoria na qualidade de comportamento dos alunos para vida académica e cívica;

• Desenvolver o desporto escolar;

• Desenvolver acções que visem o fortalecimento da identidade nacional.

7

• Promover a criação de associações de pais e encarregados de educação em todos os estabelecimentos de ensino;

• Criar mecanismos que permitam um maior seguimento das actividades pedagógicas e dos educandos pelos pais e encarregados de educação.

As escolas de São Tomé e Príncipe estão de portas abertas aos alunos com necessidades especiais.

A Educação Especial é o ramo da educação que ocupa-se do atendimento e da educação de pessoas com necessidades especias. A educação especial éorganizada para atender especifica e exclusivamente alunos com determinadas necessidades especiais. Foi criada uma Célula de educação especial e afectos recursos humanos no Ministério integrado na Direcção doPlaneamento e Inovação educativa, de acordo com o conjunto de acções que integraram o plano estratégico do Ministério em 2012 em São Tomé e Príncipe. Neste contexto o Ministério da Educação Cultura e Ciência tem vindo a desenvolver diversas actividades para disponibilizar uma educação de qualidade as crianças que são detentoras de problemas e que precisam de um ensino especial. Promovendo novas oportunidades e garantindo um melhor futuro. São Tomé e Príncipe está capacitado para receber as crianças com necessidade especiais nas escolas públicas.

Neste momento em São Tomé e Príncipe existem 2 turmas piloto com crianças com problemas de surdez em que o único meio de comunicação dessas crianças é a linguagem gestual, ambas tem sido seguidas nestas 2 salas distintas pelo facto de estar comprovado que a linguagem gestual se desenvolve melhor por um período longo e isoladamente da linguagem verbal. Isto permitirá que a comunicação dessas crianças possa se desenvolver melhor.

Ascrianças que têm sido acompanhadas, têm feito normalmente os testes da 1.ª e da 2.ª classe, e prevê-se uma avaliação final deste processo de aprendizagem, bem como do acompanhamento quando estes chegarem a 4.ª Classe, e daí, mediante necessidade ingressa-los nas diversas turmas. Segundo Ana Maria Vera Cruz, coordenadora da Célula da Educação Especial em STP , a expectativa é enorme e muito positiva. Entretanto essa integração só não será possível caso essas crianças possuam problemas profundos. Porexemplo: as que tiverem problemas de cognição profunda, estas terão que ter um curriculum adaptado as suas necessidades, os conteúdos serão os mesmos mais o tempo atribuído para a assimilação a estes alunos será superior.

Foi inaugurado esta manhã pelo Ministro Olinto Daio o Guichê do Aluno.
No âmbito do Programa Acelerar a Educação, na componente referente a melhoria da gestão escolar e do serviço ao cidadão, o Ministério da Educação, Cultura e Ciência criou o Guichê do Aluno com vista a melhorar os serviços prestados aos alunos, pais e encarregados da educação.
No Guichê do Aluno o cidadão pode solicitar a certidão de habilitação, declaração do histórico escolar, adquirir passes para transporte escolar e pedido de apoio social (bolsa escola).
Futuramente, o Guichê do Aluno será igualmente implantado nas Delegações Distritais e conectado à Internet com o Portal do Aluno.

Pág. 8 de 11

NOSSA LOCALIZAÇÃO

Ministério da Educação, Cultura e Ciência

Rua Samora Machel, Agua Grande 

CP 41 - São Tomé, São Tomé e Príncipe

Visite-nos

 

FALE CONNOSCO

Par qualquer informação ou solicitação dos nossos serviços.

Fale connosco aqui

Liga-nos +239 2223366 / 2226412

Email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.