Notícias

Notícias (150)

O Ministro da Educação, Cultura, Ciência e Comunicação procedeu a abertura na manhã de ontem no Arquivo Histórico de São Tomé e Príncipe, a formação dos directores, subordinado ao Tema “Plano de melhoria para o Sucesso Escolar” ,que será ministrada por Jorge Caldeira, consultor internacional.

A referida formação enquadra-se no âmbito do Programa Acelerar o Desempenho Educativo em São Tomé e Príncipe, que refere a aposta na formação contínua dos colaboradores do ministério da Educação, Cultura, Ciência e Comunicação. 

Esta formação terá uma duração de duas semanas e tem como objectivo, proporcionar aos directores das escolas conceitos teóricos suficientes para conceberem a elaboração de um plano de acções estratégicas em cada escola, colocando o planeamento estratégico ao serviço da promoção do sucesso educativo e do desenvolvimento escolar.

 

Olinto Daio, salientou a importância da formação para a melhoria do sucesso dos alunos e da própria produtividade de toda a família educativa.

 

 

 

 

Gabinete de comunicação do MECCC. 

Foi apresentado hoje no Centro de Formação Brasil São Tomé, o programa do Projeto Educativo Desporto Escolar.

Na ocasião, estiveram presentes o Ministro da Educação, Cultura, Ciência e Comunicação, Olinto Daio, Ministro do Desporto e Juventude, Marcelino Sanches, Coordenador Nacional do Desporto Escolar, Jaylson de Carvalho, Consultor Internacional do Desporto Escolar, Dr Aurélio Oliveira, Administrador da CST, Jorge Frazão entre outras individualidades parceiras do desporto escolar e a família educativa.

 

No seu discurso de abertura, Olinto Daio, disse que “desporto é vida ” e que por isso o Ministério da Educação, Cultura, Ciência e Comunicação fará todos os possíveis para que este atinja todas as faixas etárias. Ainda na cerimónia, Marcelino Sanches, entregou alguns equipamentos ao Coordenador do Desporto Escolar, Jaylson de Carvalho. 

 

 

Gabinete de comunicação do MECCC. 

 

O Centro de Formação Profissional Brasil – São Tomé e Príncipe foi palco da Oficina “ Compras Locais Para Alimentação Escolar”, cujo objectivo é resgatar o fluxo operacional das compras de alimentos promovidas de forma descentralizadas ocorridas a partir de 2008 e promover junto aos participantes da oficina, a identificação das dificuldades enfrentadas durante a gestão dessas compras.

 O encontro serviu ainda para acentuar as potencialidades que essa iniciativa representou a partir do enfoque da segurança alimentar e nutricional para o país, e assim, definir estratégias de levantamento da realidade agrícola no país, para avançar com as compras locais de alimentos de forma a atender a necessidades do PNASE.

A Oficina “Compras Locais Para Alimentação Escolar” foi organizado pelo: Governo Santomense, Pnase, FAO, Agência Brasileira de Cooperação e o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação.

 

 

 

 

Gabinete de comunicação do MECCC. 

Esta actividadecontou com a participação de três grupos de trabalhos, nomeadamente, produtores, consumidores e a acessoria técnica, que trabalharão de forma isolada, pois no final serão apresentados resultados seguido de um debate, onde irão buscar um consenso para a operacionalização da modalidade de “compras locais”.

 

                                                                                          

O Ministro da Educação, Cultura, Ciência e Comunicação, Olinto Daio, recebeu hoje em audiência, uma delegação da RIPES (Rede de Instituições Públicas da Educação Superior), acompanhada do reitor da Universidade de São Tomé e Príncipe, Ayres Bruzaca e da diretora do Centro Cultural Brasil-São Tomé e Príncipe,  Leila dos Santos Muniz Quaresma. Segundo o reitor da USTP, o encontro foi para apresentar ao ministro as propostas do projeto para a universidade pública do país - “a  audiência com o ministro foi no sentido de dar a conhecer quais são os objetivos que trouxeram a equipa até São Tomé e Príncipe e fazer o ponto de situação dos trabalhos que temos estado a desenvolver”.

RIPES é uma instituição que trabalha para a criação de uma rede das universidades públicas dos países de língua oficial portuguesa. O projecto foi idealizado e criado pela UNILAB e conta com o apoio da Agência Brasileira de Cooperação do Ministério das Relações Exteriores (ABC/MRE). Os seus recursos são geridos pelo Fundo Especial da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, junto ao Secretariado Executivo da CPLP (SECPLP), em Lisboa. Esta instituição tem como objetivos principais, a criação e o fortalecimento da comunicação entre as instituições públicas de ensino superior da CPLP, bem como a construção de uma rede internacional de Universidades, respeitando a soberania dos países e das instituições parceiras, promovendo ações e intervenções a nível de apoio técnico, administrativo e académico, como estabelecem as diretrizes da UNILAB.

A delegação está em São Tomé e Príncipe para conhecer as dificuldades e as aspirações da Universidade de São Tomé e Príncipe e, a partir daí, criar oportunidades e estabelecer estratégias que sejam factíveis, solucionando, assim, alguns problemas da universidade pública santomense.   

A visita, que decorrerá até ao dia 4 de Dezembro, também serve de estratégia e pesquisa para a criação, a nível da universidade de STP, um ensino a distância, de forma que a Universidade  saia do espaço físico e possa ir aos distritos bem como a outros pontos de São Tomé e Príncipe, já que, o objetivo é  fazer da universidade, um espaço inclusivo e com qualidade.

A equipa está composta pelo professor Edson Borges, coordenador do projeto, Carla Filipa Paiva, gestora do projeto, Drª Alessandra Ambrósio, ponto focal de cooperação do Ministério de Assuntos Externos do Brasil.

 

 

 

 

 

 Gabinete de comunicação do MECCC. 

 

 

Um grupo de professores, diretores e delegados da educação participam, a partir de hoje, numa formação, que decorre na Biblioteca Nacional de São Tomé e Príncipe, de orientação para a elaboração de propostas de candidaturas para Escolas Associadas da UNESCO.

As Escolas Associadas da UNESCO é uma Rede mundial de 10.000 estabelecimentos de ensino, em 180 países (desde a pré-primária, até ás escolas secundárias, escolas de ensino técnico e profissional, escolas superiores de educacação e centros de formação de professores), que trabalham em prol de uma educação de qualidade e que prosseguem, de forma ativa, o ideário e os princípios estabelecidos pelo Ato Constitutivo da UNESCO.

A formação, que decorrerá até ao dia 2 de Dezembro,também serve de estratégia no auxílio da melhoria da qualidade da educação no país, já que a maioria dos docentes enquadrados neste ano lectivo possuem a formação académica adequada.

 

A iniciativa da Comissão Nacional para a Unesco, no âmbito da sua revitalização, conta com o apoio da Comissão Nacional da Unesco de Portugal, que disponibilizou uma especialista para o efeito. Fátima Claudino, responsável pelo sector da Educação da Comissão Nacional da UNESCO de Portugal e que responde pelas Escolas Associadas, está em São Tomé para, através da sua experiência, auxiliar os docentes nacionais na apresentação dos projetos das suas escolas.

 

 

 

 

Gabinete de comunicação do MECCC. 

O Ministério da Educação, Cultura, Ciência e Comunicação inaugurou nesta terça feira, 22, no edifício da Direcção Geral de Administração Escolar (DGAE), uma sala multiusos para apresentar soluções tecnológicas desenvolvidas internamente.

O objectivo da criação deste espaço é reforçar a capacidade dos educadores, formà-los a distância, realizar conferências para estimular gestores e servidores do MECCC a desenvolver ideias capazes de aproximar as crianças das políticas públicas educacionais para a melhoria da qualidade do ensino Pré- Escolar em São Tomé Príncipe.

A directora da Pré-Escolar, Ricardina Rodrigues, frisou que a criação deste espaço permitira o desenvolvimento das capacidades dos educadores de infância. “ Queremos com isso reforçar a capacidade dos educadores, de forma a conseguirmos atingir uma melhoria na educação em São Tomé e Príncipe ”, disse.

 

A cerimónia foi presidida pelo Ministro da Educação, Cultura, Ciência e Comunicação, Ointo Daio e Jaques Boyer, Representante Regional do UNICEF em São Tomé e Príncipe e Gabão e juntos cortaram a fita. 

 

 

 

 

 

Gabinete de comunicação do MECCC

José Carlos de Araújo Leitão, terminou a sua missão como Embaixador do Brasil na República Democrática de São Tomé e Príncipe, tendo sido designado para ocupar o mesmo cargo em Cabo Verde. Depois de 4 anos e 7 meses, José Leitão deixa São Tomé e Príncipe com saudades e um espírito de missão cumprida. No âmbito da sua partida, José Carlos de Araújo, deslocou-se ao Ministério da Educação, Cultura, Ciência e Comunicação a fim de despedir-se do Ministro Olinto Daio. 

 

 

 

Gabinete de comunicação do MECCC. 

Na manhã de hoje o Ministro Da Educação, Cultura, Ciência e Comunicação, Olinto Daio, encontrou-se com um grupo de empresários, nomeadamente, Augusto Fernando Neto, Mr. Protasius Ndauebdapo, Warren H. Chu, Helder Gomes de Resende. 

Segundo Helder Resende, porta voz do grupo, o objectivo do encontro foi a apresentação de um projecto para uma empresa gráfica em São Tomé e Príncipe, para colmatar a necessidade que o MECCC tem tido para fazer  impressões dos manuais e  cadernos  escolares.

Olinto Daio, por sua vez, mostrou-se receptivo ao projecto apresentado, já que o Ministério tem tido sim alguns constrangimentos em relação aos manuais escolares, relativamente as suas encomendas que sempre acrescem os custos com as taxas da logística dos mesmos. O Porta-vos do grupo afirma ainda que existe um bom feedback por parte do governo relativamente a implementação da gráfica, uma vez que existe um défice de empreendimentos nesta área.

 

 

 

 

 

Gabinete de comunicação do MECCC. 

O Ministério da Educação, Cultura, Ciência e Comunicação inaugurou mais um espaço onde irá funcionar a Delegação da Educação do distrito de Lobata. Neste acto estiveram presentes o Presidente da Câmara Distrital de Lobata, o delegado distrital da educação de Lobata e o Ministro da Educação, Cultura, Ciência e Comunicação.

 

 Numa entrevista cedida aos meios de comunicação, Arlindo Capela, delegado distrital, disse que possui uma equipa forte e acredita no trabalho em conjunto, pois através deste, estarão em condições de garantir uma educação de qualidade no Distrito de Lobata. Olinto Daio, por sua vez, assegurou que o objectivo da criação das delegações é aproximar os delegados, metodólogos e inspectores prestando todo o apoio possível aos professores e educadores para que haja uma melhoria na qualidade de ensinoem São Tomé e Príncipe.

Disse ainda que com melhores condições de trabalho, os delegados estarão em melhores condições para atender as demandas laborais e fazer com que o processo educativo seja mais viável para todos, contribuindo para a efectivação da promoção de uma educação de qualidade para todos os santomenses.

 

 

A Casa do professor foi criada pelo Ministério da Educação, Cultura,Ciência e Comunicação em Novembro de 2015 com objectivo de estar mais próximo dos professores e dar respostas as suas diversas questões de forma personalizada, eficiente e eficaz. Neste momento, Noemy Medina, é gestora de recursos humanos e responsável pela casa do Professor. Noemy acredita que fazia falta um espaço dedicado aos professores e as suas necessidades. Como gestora de recursos humanos, Noemy Medina, afirma que o espaço foi criado a pensar no descongestionamento da Direcção Administrativa e Financeira para  dar respostas aos recursos humanos,  nomeadamente,  professores, dado ao elevado número da classe.

A casa conta com um gabinete jurídico que serve para informar e apoiar os utentes em relação a questões legais ligadas a prática laboral, auxiliando-os nos  direitos e deveres, através de  pareceres jurídicos. Os pedidos variam desde de férias até ausência de serviços.

Para Noemy, os professores procuram a casa do professor regularmente por se tratar de um local de atendiemto imediato - “Prestamos apoio aos professores quanto as questões ligadas a consultado processamentos dos salários, mudanças de categorias e os descontos efetuados.  Já no  guiché do professor, emitimos declarações para empréstimos bancários e  declarações de serviços.”

 

Noemy disse ainda que- “ os utentes estão na fase de adaptação, e alguns mostram alguma resistência a recorrer a nós para solução de alguns dos seus problemas, alguns por estarem muitos anos a recorrer as suas direcções pedagógicas, continuam com a mesma prática.” Problema que de acordo com a gestora de Recursos Humanos será resolvido a medida que os docentes souberem como a Casa dos Professores lhes podes ser útil. Noemy assegura que – “aqui prestamos um atendimento personalizado, escutamos os problemas dos requerentes, ouvimos as partes envolvidas, apresentamos as possíveis soluções e fazemos o acompanhamento dos casos até a solução final.

Pág. 7 de 11

NOSSA LOCALIZAÇÃO

Ministério da Educação, Cultura e Ciência

Rua Samora Machel, Agua Grande 

CP 41 - São Tomé, São Tomé e Príncipe

Visite-nos

 

FALE CONNOSCO

Par qualquer informação ou solicitação dos nossos serviços.

Fale connosco aqui

Liga-nos +239 2223366 / 2226412

Email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.