Notícias

Notícias (150)

O Arquivo Histórico foi o local escolhido para apresentar ao público fotografias selectas de Manuela Margarido em exposição neste mês de Março (10). Esta exposição denominada “Memória Postunas” se encaixa na política do Ministério da Educação, Cultura e Ciências de homenagear figuras nacionais de valor histórico, cultural e educacional a cada mês.

“Queremos que a cultura nos ajude a ganhar consciência de que nós somos são-tomense, por isso a cada mês nós vamos destacar uma figura são-tomense. Nós queremos demonstrar a transversalidade da cultura no contexto da governação em São Tomé e Príncipe. O governo no seu programa com o eixo ligado a coesão nacional, escolhe a cultura como um vector estratégico para reforçar a nossa identidade e consequentemente a coesão nacional”, declarou o anfitrião das actividades o Ministro da Educação, Cultura e Ciências, Olinto Daio.

“São fotografias que não se encontra em parte alguma e o Arquivo Histórico sente-se honrado em ser a primeira instituição a publicar as referidas fotos em primeira mão e ao mesmo tempo homenagear uma grande nacionalista que lotou na defesa de causas nacionais contra o colonialismo e que por isso esteve exílada durante vários anos em Paris”, desse a Directora de Arquivo Histórico, Sónia Carvalho.

 

Maria Manuela Margarido foi embaixadora em Bruxelas e grande divulgadora da cultura são-tomense na europa, poetisa de renome nacional, sempre com o senso nacionalista e defensora da pátria.

foto1_T

Naexposição “Memórias Póstumas” estavam cerca de 13 fotografias que exprimiam sentimentos e momentos especiais da poetisa. Alunos da escola Secundária Manuela Margarido estiveram presentes no acto. O director da mesma escola considerou “um momento cerimonioso para os presentes e uma oportunidade para conhecerem melhor sobre a poetisa são-tomense”.

O evento contou também com a presença dos Ministros da Agricultura, Desenvolvimento Rural, Juventude e Desporto, bem como de Trabalho e Solidariedade. 

 

 

Foi aprovado o Plano Estratégico da Cooperação multilateral na área da Educação da CPLP na 1ª Reunião dos Ministros da CPLP que teve lugar no Abril em Dili, Timor Leste. A criação do portal da Educação da CPLP, Criação de sistemas integrados de Estatísticas da Educação, Melhoria da eficácia e Eficiências dos sistemas Educativos são alguns pontos do referido plano fundamentais analisados e aprovados.

A primeira Reunião dos Ministros da CPLP realizada em Dili, Timor, vem na sequência da declaração final da VIII Reunião dos Ministro da Educação da CPLP que teve lugar em Abril do Ano passado em Maputo. Estava agendada a discussão do Projecto do Plano Estratégico da Cooperação multilateral na área da Educação da CPLP e os devidos seguimentos. 

O plano estratégico da Cooperação foi avaliado em primeiro lugar pelos pontos focais da área da educação dos países da CPLP e aprovado em seguida pelos Ministros da Educação da CPLP.

O plano estratégico tem como eixos fundamentais; a criação do portal da Educação da CPLP, Criação de sistemas integrados de Estatísticas da Educação, Melhoria da eficácia e Eficiências dos sistemas Educativos, Melhoria do acesso a Educação e Formação, Formação dos Professores, Ensino Técnico Profissionalizante e a inserção das Tecnologias de Comunicação e Informação no Ensino e Aprendizagem.

O Plano Estratégico e seu Plano de Acção têm um horizonte temporal de 2015 até 2020 visando a melhoria do sector da educação da Comunidade dos Países da Língua

Portuguesa.

DSC01616 T

Estiveram presentes nesta 1ª Reunião dos Ministros da CPLP representantes de quase todos os países com excepção de Guiné Bissau e Guiné Equatorial.

Isaac Morad, Secretário Executivo da CPLP foi quem presidiu o encontro em conjunto com o Ministro da Educação de Timor Leste. Os países que se fizeram representar apontaram os desafios ultrapassados e as conquistas com vistas a melhoria da educação mediante o plano apresentado no documento.

No que diz respeito as conquistas de STP, Olindo Daio declarou que “conseguimos atingir o objectivo do milénio no âmbito da universalidade do ensino, mas o desafio que ainda temos é na área de qualidade. No âmbito da nossa carta política, temos uma meta até 2022 de garantir essa qualidade com foco especial na extensão da universalização do ensino pré-escolar, formação dos professores, onde hoje nós temos cerca de 51% dos professores não têm formação pedagógica.”

A reunião dos Ministro da Educação da CPLP teve lugar numa das salas da Assembleia Nacional de Timor Leste. Após a apresentação e discussão do diploma em questão, foi aprovado e assinado pelas partes. Um conjunto de normas e estratégias que deveram ser implementadas nos próximos cinco anos com vista a melhoria da educação a todos os níveis na comunidade dos países que falam o português como a língua oficial.


No âmbito da cooperação que o Ministério da Educação Cultura e Ciências tem com os diversos parceiros nacionais, ADRA entregou mais de vinte e três mil livros diversos ao Ministério de Educação, Cultura e Ciências de S. Tomé e Príncipe. Os livros são na sua maioria direccionados ao ensino básico e servirão para rechear as prateleiras das escolas e aumentar a fonte de informações necessárias para os professores do ensino básico. O acto da entrega aconteceu no escritório da ADRA no dia vinte e cinco de Fevereiro. A Dra. Ana Maria Varela directora do ensino básico recebeu da mão do director da ADRA as bibliografias para depois fazer relembrar aos presentes a importância dos livros no processo educativo das crianças e a seu papel no desenvolvimento do país.

2fot

Do lote entregue ao Ministério da Educação, Cultura e Ciências representado pela Directora do Ensino Básico, constam enciclopédias, livros de educação visual e tecnológica, manuais didácticos, literatura infantil, livros técnicos, dicionários entre muitos outros. Os volumes bibliográficos serão distribuídos em todas escolas básicas do país incluindo da região Autónoma do Príncipe. Esta não será a primeira nem a última iniciativa a ser desenvolvida por esta instituição religiosa neste ano.

ESTUDANTES BOLSEIROS: Todos os estudantes santomenses beneficiários de bolsas de estudos ou de ajuda de custo do Governo Santomense devem cadastrar-se electronicamente no Sistema Nacional de Bolsas de Estudos (SINABE). Um link estará disponível brevemente no portal do Ministério da Educação para aceder ao SINABE.

Fiquem atentos no portal do MECF www.mecf.gov.sf ou no www.facebook.com/educacao.stp

Passe a palavra.

GABINETE DE ACESSO AO ENSINO SUPERIOR
Direcção do Ensino Superior e Formação

e-mail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Jardim de Infância de S. MarçalÉ o primeiro Jardim-de-infância na localidade que irá atender as crianças não só de S. Marçal, como arredores. São Gabriel, Pema-Pema, Pantufo, e não só também farão parte do círculo de cobertura deste jardim. Com três salas de aula espaçosas a infra-estrutura terá a capacidade de atender cerca de 150 crianças, diminuindo assim o número de crianças nos estabelecimentos de ensino pré-escolar localizados no centro da capital. Assim, São Marçal passa a ter uma escola integrada que abrange desde a pré-escolar até a sexta classe.

Para o Ministro da Educação, Cultura e Formação, Olinto Daio, a infra-estrutura reveste-se de grande importância porque permitirá integrar mais crianças no sistema de educação.

O Presidente da Câmara Distrital de Água Grande agradeceu o gesto do Ministério da Educação e considerou que a população de S. Marçal e arredores está de parabéns.

A Chefe do departamento de ensino pré-escolar reconheceu que o Jardim de Infância em boa hora para ajudar a descongestionar os estabelecimentos de ensino pré-escolar no centro da capital.   

Para os pais e encarregados de educação é um alívio ter um jardim de infância mais perto de casa para os seus filhos. 

As salas deverão ser apetrechadas dentro de alguns dias e em Janeiro as crianças já poderão frequentar o novo Jardim de Infância. A infra-estrutura está avaliada em cerca de 75 mil euros.
Jardim de Infância de S. MarçalJardim de Infância de S. Marçal

1º Jardim de Infância em BombomNo âmbito das metas estabelecidas na Carta de Política Educativa Horizonte 2022, o Ministério da Educação tem vindo a estabelecer parecerias para garantir a universalização da Educação Pré-Escolar.

Até 2017 o Ministério da Educação conta incluir 2/3 das crianças no sistema da educação infantil.1º Jardim de Infância em Bombom

É assim que nesta segunda-feira, 4 de Dezembro, o Ministro Olinto Daio, lançou a primeira pedra de construção de um Jardim de Infância em Fernão Dias e no dia 5 de Dezembro em BomBom.

O Jardim de Infância de Fernão Dias é financiado pelo Orçamento Geral do Estado e o primeiro Jardim de Infância de Bombom conta com o financiamento da Empresa petrolífera TOTAL.Novo Jardim de Infância em Fernão Dias

Escola de Praia Gamboa AmpliadaA escola básica de Praia Gamboa agora poderá atender um maior número de alunos.

Nesta quarta-feira, dia 5 de Dezembro foram entregues mais salas de aulas para reforçar o atendimento ao ensino básico na localidade.

Além da restauração e ampliação com entrega de mais duas salas na passada quarta-feira em Angra Toldo, essas três salas de aulas na Praia Gamboa vêm reforçar a oferta de ensino básico na localidade, eliminando assim o regime triplo em São Tomé e Príncipe.Escola de Praia Gamboa Ampliada

Para o Ministro da Educação, Cultura e Formação esta é uma forma de melhorar a qualidade do ensino no país, uma vez que irá reduzir o número de alunos em cada sala e os professores poderão dar maior atenção aos alunos de uma forma personalizada. Melhor gestão escolar e boa distribuição dos alunos por turma constitui alguns dos objectivos desta iniciativa do Governo através de Ministério de tutela e faz parte da projecção de universalização do ensino no horizonte 2022, afirmou Olinto Daio.

A escola básica de Praia Gamboa que actualmente atende cerca de 500 crianças com a ampliação irá aumentar para cerca de 700, aumentando desta forma a cobertura na rede de ensino básico para a localidade e arredores. A Direcção da escola agradeceu o gesto do ministério e apelou a comunidade para colaborar na manutenção da infra-estrutura que é um bem público e servirá a todos.

A obra está avaliada em cerca de 24 mil euros e faz parte da política do Governo de ampliar as estruturas já existentes e construir novas escolas para promover a integração de um maior número de crianças no sistema de ensino nacional.

 Reabilitação e ampliação da Escola de Angra ToldoReabilitação e ampliação da Escola de Angra ToldoReabilitação e ampliação da Escola de Angra Toldo

O Governo santomense estabeleceu como meta para o sector da educação, até 2022, a garantia de uma educação de qualidade de 12 anos de escolaridade a todos os santomenses. Nesta perspectiva o Ministério da Educação, Cultura e Formação desenvolveu algumas estratégias para a melhoria do sistema educativo em São Tomé e Príncipe. Para a consecução dessas metas e objectivos é necessário formar os quadros técnicos e os directores das escolas para lidarem com novos desafios da educação numa óptica inovadora.

Com esta intenção, o Ministro Olinto Daio esteve no Instituto Politécnico de Leiria (IPL) na passada sexta-feira, 16 de Novembro, onde se reuniu com o Presidente Nuno Pereira e alguns directores do IPL.

Deste encontro de trabalho ficou acordado entre as partes a realização de um curso de Mestrado em Supervisão Pedagógica e Gestão Escolar.  Esta formação que se destina aos metodólogos, inspectores, técnicos da Direcção do Planeamento e Inovação Educativa e directores das escolas, realizar-se-á na EFOPE, em São Tomé, a partir de Fevereiro de 2012 e terá uma duração de dois anos.

Em simultâneo serão realizadas formações de curta duração em matéria de Gestão Escolar para os directores do Ensino Básico e do Ensino Secundário em exercício.

O Presidente Nuno Pereira manifestou toda a disponibilidade do IPL receber estudantes santomenses para cursos de especialização tecnológica e também para mestrados em Ciências da Educação.

Um protocolo de cooperação entre MECF e IPL será assinado em Janeiro de 2012. Este protocolo contemplará uma série de acções que serão desenvolvidas entre IPL e EFOPE para a formação de professores santomenses.

Olinto Daio e os estudantes Rio de JaneiroNo passado dia 21 de Outubro, no Rio de Janeiro, o Ministro Olinto Daio, depois da sua visita à Pontifícia Universidade Católica do Rio, à Fundação Roberto Marinho e à Secretária do Estado da Educação, na busca de parcerias para a implementação da Carta Política da Educação Horizonte 2022, reuniu-se com os estudantes santomenses.

Este encontro que aconteceu no Hotel Mar Ipanema, no final da tarde do domingo, possibilitou o Ministro Daio ouvir in locus as preocupações dos jovens estudantes, interagir com eles e também apresentar-lhes as perspectivas do desenvolvimento do Ensino Superior em São Tomé e Príncipe, nomeadamente a criação da UNISTP, a Universidade Pública de São Tomé e Príncipe.

Um dos assuntos evocados pelos jovens estudantes foi o de alguns terem sido excluídos da lista de bolseiros pelo facto de terem ultrapassado o tempo limite da conclusão do curso. O Ministro informou os presentes que dentro da recém criada Direcção do Ensino Superior e Formação existe o Gabinete de Acesso ao Ensino Superior (GAES) onde os estudantes deverão apresentar as suas reclamações anexando os documentos que confirmam a sua situação. Esta solicitação pode ser apresentada online no portal do MECF: www.mecf.gov.st .

Olinto Daio e os estudantes do Rio de JaneiroO Ministério da Educação Cultura e Formação melhorou consideravelmente os seus serviços para melhor atender os estudantes santomenses em qualquer parte do mundo. Brevemente estará disponível o SINABE, o Sistema Nacional de Bolsas de Estudo que permitirá cada estudante acompanhar online o seu estado como bolseiro.

Para melhorar a comunicação entre o Ministério e os estudantes, o Ministro Daio orienta que os estudantes se organizem em associações e comuniquem ao Ministério a sua existência, pois “queremos servir o cidadão, quer no país quer no estrangeiro com qualidade e eficiência” frisou o Ministro Daio.

Olinto Daio e AESTP CoimbraOlinto Daio, Ministro da Educação, Cultura e Formação, reuniu-se com a Associação de Estudantes de São Tomé e Príncipe em Coimbra (AESTP Coimbra) na passada quarta-feira, dia 14 de Novembro. O encontro que aconteceu no Consulado de São Tomé e Príncipe em Coimbra e contou com a presença da recém direcção eleita da AESTP Coimbra e do Cônsul José Diogo, permitiu ao Ministro informar os presentes da actual política do Governo Santomense em relação ao desenvolvimento do Ensino Superior em STP,  a implantação da Universidade Pública de STP e também auscultar os estudantes sobre diversos problemas inerentes à vida académica e social dos estudantes santomenses.

O encontro que durou cerca de três horas possibilitou também os estudantes apresentarem algumas propostas de garantia do retorno dos jovens formados ao país e a implementação de uma política de empreendedorismo jovem que facilite a implementação de ideias inovadoras que contribuam para o desenvolvimento do  país.

O Ministro Daio garantiu a AESTP Coimbra que o MECF vai disponibilizar uma plataforma que permitirá uma maior comunicação entre o Ministério e as Associações de Estudantes Santomenses no estrangeiro.  A melhoria na comunicação permitirá resolver vários problemas que os estudantes  vivem e permitirá envolvê-los nos processos de desenvolvimento do Ensino Superior no País.

Pág. 10 de 11

NOSSA LOCALIZAÇÃO

Ministério da Educação, Cultura e Ciência

Rua Samora Machel, Agua Grande 

CP 41 - São Tomé, São Tomé e Príncipe

Visite-nos

 

FALE CONNOSCO

Par qualquer informação ou solicitação dos nossos serviços.

Fale connosco aqui

Liga-nos +239 2223366 / 2226412

Email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.